4. INFORMAÇÕES IMPORTANTES
Não serão enviados comunicados impressos com informações sobre a isenção do rodízio. A consulta do período de vigência da autorização deve ser feita pela área do médico e o médico deve ficar atento ao período de validade da sua permissão e solicitar a renovação anual a partir de 60 dias antes do vencimento.

1. Veículos de médicos que circule durante os dias e horários de restrição imposta pelo rodízio municipal de veículos sem a Autorização Especial de Trânsito (AET), com a permissão cancelada ou fora de validade, estará sujeito à autuação por descumprimento ao "Programa de restrição ao trânsito de veículos automotores no município de São Paulo", instituído pela Lei nº 12.490/1997;

2. A administração pública municipal checará, à sua conveniência e oportunidade, se as condições requeridas para a concessão restam cumpridas e válidas, podendo proceder o cancelamento e/ou revogação automática e sem aviso prévio da referida autorização se constatar a ocorrência de descumprimentos ou irregularidade quanto aos requisitos que propiciaram a sua obtenção.

Alguns motivos que acarretarão o cancelamento automático:

  • Alterações da propriedade do veículo ou transferência para outro município;
  • Alteração do endereço para recebimento das correspondências do Cremesp para um endereço comercial ou de outra cidade;
  • Suspensão ou cancelamento do registro no Cremesp, ainda que provisoriamente;
  • Retorno de correspondências do Cremesp enviadas para o endereço indicado como residencial;
  • Se houver evidências de que o benefício não tenha sido utilizado para uso exclusivo do médico, no transporte diário, para o exercício da medicina.

3. A municipalidade poderá solicitar documentos comprobatórios de que a autorização tenha sido utilizada para uso exclusivo do requerente no transporte diário para o exercício profissional da medicina. Se não apresentados ou se constatada inconsistências ou irregularidades,  poderão conduzir à revogação, conquanto providências administrativas, civis e penais cabíveis;

4. Nenhuma das condições para a obtenção ou cancelamento da autorização é de responsabilidade do Cremesp que atua como intermediador neste processo e constantemente propõe melhorias para beneficiar seus inscritos. Todos os critérios estão previstos em legislações aprovadas pela administração pública municipal;

5. O Cremesp não possui influência no julgamento e/ou exclusão das multas e outras penalidades aplicadas aos médicos por descumprimento ao “Rodízio Municipal”;

6. Não há previsão legal para notificação do término de vigência do benefício. Contudo, o Cremesp pode enviar comunicados referentes à isenção do rodízio, como cortesia. Para viabilizar a comunicação, mantenha seu e-mail e seu celular atualizados.

 

Leia também a seção de DÚVIDAS FREQUENTESSituações não abordadas no site devem ser esclarecidas junto à Seção de Cadastro, pelo e-mail rod@cremesp.org.br, ou pela Central de Atendimento Telefônico, no telefone (11) 4349-9900, de segunda a sexta, das 8h às 20h.

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2021 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 286 usuários on-line - 137
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior