Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 28-01-2022
    Covid-19
    Câmara Temática de Vacinação e Imunização do Cremesp emite parecer técnico favorável à vacinação de crianças
  • 27-01-2022
    Aplicativo do Cremesp
    Agora disponibiliza Prescrição Eletrônica e Clube de Benefícios
  • 21-01-2022
    Ação judicial
    Cremesp leva desembargador federal ao Conselho Nacional de Justiça e Corregedoria por liminar concedida a dentistas
  • 21-01-2022
    Proteção de dados
    Cremesp lança política de privacidade sobre informações de médicos
  • Notícias


    10-11-2011

    Planos de saúde

    Comissão estadual recomenda atenção dos médicos aos novos valores de consulta


    Ladislau (ao microfone): “a maioria das operadoras respondeu ao chamado da comissão para negociar"

    Em função do avanço nas negociações com as operadoras e planos de saúde, os médicos decidiram pelo fim das paralisações escalonadas por especialidade, mas pela continuidade das negociações com aquelas que ainda não apresentaram propostas satisfatórias.

    Essa decisão foi anunciada na última segunda-feira, 31 de outubro, pela Comissão Estadual de Mobilização Médica para a Saúde Suplementar  – formada pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Associação Paulista de Medicina (APM), Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), entre outras entidades médicas e sociedades de especialidade – reunida nos dias 10 e 31 de outubro, na sede da APM, para discutir os rumos do movimento e os resultados das negociações com as operadoras e planos de saúde.

    Contatadas para negociar a grave defasagem dos honorários médicos – após a paralisação de 7 de abril deste ano, que teve por objetivo chamar a atenção da sociedade para a defasagem dos honorários e a grave interferência na autonomia do médico, a maioria das operadoras de seguros e planos de saúde apresentou propostas consideradas positivas, com reajuste médio acima de 40% para consultas. Em alguns casos, a atualização de valores ultrapassou 100%.

    Em função do avanço nas negociações, no encontro do dia 31 a Comissão decidiu pelo fim das paralisações escalonadas por especialidade, mas pela continuidade das negociações. “O desfecho do movimento é positivo. Nos últimos dez anos é a primeira vez que conseguimos negociar com tantas operadoras ao mesmo tempo. O resultado não foi o desejado, mas é aceitável no momento”, afirmou João Ladislau Rosa, representante do Cremesp na comissão.

    Segundo Ladislau, “a maioria das operadoras respondeu ao chamado da comissão para negociar, por isso decidimos interromper o ciclo de paralisações, mas vamos continuar a nos reunir para traçar novas estratégias de negociação com as empresas para o próximo ano”.

    Negociações continuam
    Do total das operadoras e planos de saúde que aceitaram negociar com os médicos, 24 apresentaram propostas com valores de consulta entre R$ 50 e R$ 60. Embora não atendam às reivindicações iniciais, essas empresas se propõem a continuar negociando.

    Outras cinco operadoras chegaram a R$ 60 por consulta ou ultrapassaram esse valor. Das restantes, quatro enviaram propostas abaixo de R$ 50, que não foram aceitas pela comissão, e outras 19 operadoras não se manifestaram.

    Para Ladislau, “o movimento como um todo mostrou à sociedade a situação em que se encontra a saúde suplementar, e as pessoas agora sabem o quanto os médicos recebem de fato, e que são as operadoras que têm um lucro brutal”. Em sua avaliação, “o movimento também conseguiu revalorizar a imagem do médico junto à sociedade”.

    Valores de consulta propostos pelas empresas
    A Comissão Estadual de Mobilização Médica para a Saúde Suplementar divulgou os novos valores de consulta, mas destaca que a pauta do movimento paulista reivindica consulta a R$ 80,00, valores de procedimentos atualizados de acordo com a CBHPM (Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos) e inserção de cláusula de reajuste anual nos contratos.
     
    A lista (veja aqui) é preliminar, considerando que as negociações continuam. As empresas que abriram diálogo com a comissão estão aceitando a revisão anual dos contratos e propondo reajustes nos valores dos procedimentos.
     
    É importante que os médicos confiram se os novos valores estão sendo praticados pelas empresas no prazo previsto e informem a Defesa Profissional da APM caso haja inconsistências. Contatos: 0800-17-3313 / (11) 3188-4207 ou pelo email defesa@apm.org.br

    Tags: operadorasplanosconsultasvaloresnegociaçãoparalisaçãoescalonamento.

    Veja os comentários desta matéria


    E os convênios que continuarem a pagar R$ 40,00 a 30,00 como fazemos? Aqui na cidade de Rio Claro os valores continuam estes na maioria dos planos.
    Glaucos Ricardo Paraluppi
    Fraco demais o movimento, tanta manifestação para nada. Os honorários continuaram com um valor irrisório assim como estava, e, os objetivos não foram alcançados, é preciso refletir. A classe só fez alarde não alcançou seu objetivo.
    Glaucos Paraluppi

    Deixe o seu comentário

        Dê sua opinião sobre a matéria acima em até mil caracteres. Não serão publicados  textos ofensivos a pessoas ou instituições, que configurem crime, apresentem conteúdo obsceno, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou sugiram links, entre outros.  Os textos serão submetidos à aprovação antes da publicação, respeitando-se a jornada de trabalho da comissão de avaliação (horário de funcionamento do Cremesp, de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas). O Cremesp reserva-se o direito de editar os comentários para correção ortográfica.  Os  usuários deste site estão sujeitos à política de uso do Portal do Cremesp e se comprometem a respeitar o seu Código de Conduta On-line.

    De acordo.


    Este conteúdo teve 367 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2022 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 156 usuários on-line - 367
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior