Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 17-05-2019
    Interior
    Cremesp discute mudanças na nova versão do Código de Ética Médica em Andradina e Araçatuba
  • 17-05-2019
    Clínica médica
    Inscrições da II Olimpíada Brasileira de Medicina Interna estão abertas até 26/05 para estudantes e residentes 
  • 16-05-2019
    Cuidados paliativos 
    Presidente do Cremesp ressalta papel do conhecimento para o exercício da autonomia pelo paciente
  • 16-05-2019
    Publicação
    Assédio Moral na formação médica traz consequências ao futuro profissional, aponta livro lançado pelo Cremesp
  • Notícias


    19-08-2016

    Plenária

    Presidente da OAB-SP participa de sessão e trata de projetos em comum com o Cremesp


    Lavínio Camarim, Marcos da Costa e Mauro Aranha:
    Cremesp e OAB discutem formação profissional de qualidade

     

    A luta pelo exame de proficiência profissional e pelos direitos das pessoas com deficiências são algumas das causas que unem o Cremesp e a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo (OAB-SP), cujo presidente, Marcos da Costa, participou da sessão plenária do Conselho no dia 9 de agosto, na sede Luís Coelho. Ele ressaltou que a seção São Paulo da OAB encampou a defesa de avaliação para exercer a profissão, que depois foi adotada em todo o País por força de lei federal. “Apesar da aprovação, o Exame da Ordem está constantemente sob ataques, inclusive de forças que tentam acabar com a autonomia da OAB frente ao Poder Público. Quando defendemos essa avaliação não estamos defendendo só a corporação, mas o direito da população de ser atendida por bons profissionais”, disse Costa. Ele destacou que todos os países democráticos que valorizam a Justiça possuem exames semelhantes. Desta forma, Costa manifestou seu apoio integral ao Exame do Cremesp e disse que o caminho para sua viabilização é por meio do Legislativo.

    O presidente da OAB-SP comentou que, assim como acontece na Medicina, a abertura desenfreada de escolas, nem sempre com qualidade de ensino reconhecida, fez com que o Brasil tivesse mais faculdades de advocacia — superior a 1,2 mil — que o total no resto do mundo. A OAB-SP, assim como o Cremesp, defende que escolas sem condições de ensino compatíveis com o exercício da profissão sejam fechadas.

    Em conversa com os conselheiros, Costa disse que os conselhos podem ajudar o País no desenvolvimento de políticas públicas e devem ter voz na definição delas. A Constituição Brasileira assegura à OAB-SP, por exemplo, discutir a constitucionalidade da lei, independente do tema, o que lhe dá atribuição de defender os valores da sociedade. “Não raras vezes, o Poder Público tenta minar a liberdade da OAB. Mas se nós tivéssemos sido ouvidos, o País não estaria na situação político-econômica em que está”, opinou. Na visão dele, por exemplo, o programa Mais Médicos, da forma como foi criado, era uma afronta aos profissionais médicos do Brasil. Apesar disso, afirmou que a OAB tenta vencer pressões e vínculos com o governo para defender bandeiras, sempre que chamada pela sociedade.

    Campanha
    Os conselheiros do Cremesp aproveitaram a oportunidade para esclarecer questões em relação ao funcionamento da OAB-SP.  Entre os projetos em comum com o Cremesp, Costa citou uma campanha de sensibilização sobre a inclusão social da pessoa com deficiência, para que ela obtenha tratamento igualitário na sociedade. OAB, Cremesp e várias outras instituições de interesse público estarão irmanados para a promoção da Lei Brasileira de Inclusão (Lei nº 13.146/15), vigente no País a partir deste ano e que, em consonância com a Convenção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da ONU em 2006, amplia fortemente a autonomia e os direitos da pessoa com deficiência.

     

    Fotos: Osmar Bustos

    Tags: OABformação profissionalExame do Cremesp.

    ESTA MATÉRIA AINDA NÃO FOI COMENTADA:

    Deixe o seu comentário

        Dê sua opinião sobre a matéria acima em até mil caracteres. Não serão publicados  textos ofensivos a pessoas ou instituições, que configurem crime, apresentem conteúdo obsceno, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou sugiram links, entre outros.  Os textos serão submetidos à aprovação antes da publicação, respeitando-se a jornada de trabalho da comissão de avaliação (horário de funcionamento do Cremesp, de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas). O Cremesp reserva-se o direito de editar os comentários para correção ortográfica.  Os  usuários deste site estão sujeitos à política de uso do Portal do Cremesp e se comprometem a respeitar o seu Código de Conduta On-line.

    De acordo.


    Este conteúdo teve 2277 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    Delegacia da Vila Mariana:
    Rua Domingos de Moraes, 2187 - cj. 223 - Edifício Xangai
    Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP 04035-000

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 325 usuários on-line - 2277
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior