Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 14-11-2018
    Reunião
    Diretoria do Cremesp encontra delegados e representantes de entidades da saúde de Marília
  • 14-11-2018
    Nota pública
    Cremesp ratifica defesa do exame de revalidação do diploma de médicos formados no exterior
  • 13-11-2018
    Atendimento
    Expediente no feriado
  • 13-11-2018
    Campanha
    Cremesp apoia o Novembro Azul, visando promover a educação em saúde masculina
  • Notícias


    22-12-2017

    Formação médica

    Em reunião com presidente do Cremesp, Drauzio Varella manifesta apoio à campanha pela obrigatoriedade do exame para recém-formados em Medicina

    Lavínio Nilton Camarim, Drauzio Varella e Antonio Pereira Filho 

    Na manhã desta sexta-feira (22/12), o presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Lavínio Nilton Camarim, encontrou-se com o médico Drauzio Varella, na sede do Conselho, acompanhado pelo diretor de Comunicação, Antonio Pereira Filho, para discutirem importantes temas relacionados à saúde, como a violência contra profissionais da saúde, a defesa do Ato Médico e a formação médica.
             
    O ponto principal da reunião foi a discussão sobre a campanha que o Cremesp lançou, em outubro passado, que visa sensibilizar a categoria médica, sociedade em geral e o Congresso Nacional sobre a importância de tornar obrigatório o exame de proficiência para os alunos recém-formados nos cursos de Medicina de todo o Brasil, com um dos mecanismos para enfrentar o problema da má qualidade do ensino médico. 
             
    A abertura desenfreada de escolas médicas no país e o resultado do Exame do Cremesp, dos últimos anos, foram os principais gatilhos para a deflagração da Campanha. Para se ter uma ideia desses números, em apenas cinco anos – 2012 a 2017 –, 106 novos cursos de Medicina foram abertos, totalizando, até o dia 15/12/2017, 306 escolas médicas, sendo 191 públicas e 114 privadas. 

    Já os resultados do Exame do Cremesp 2016 apontaram que mais da metade dos recém-formados em escolas médicas do Estado de São Paulo foi reprovada na avaliação. De um total de 2.677 egressos de cursos de medicina que participaram do Exame no ano passado, 56,4% – ou 1.511 - não alcançaram a nota mínima. Ou seja, acertaram menos de 60% das 120 questões da prova, porcentagem que o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo considera mínima para a aprovação.

    "Os números impressionam e o Cremesp, como órgão fiscalizador da profissão médica, não pode se calar diante deste cenário. Nosso objetivo é contribuir para a melhoria do ensino médico no país, zelando pela boa formação profissional", observa Camarim. "Por isso, ficamos muito contentes com a adesão de Varella a esta causa. Sabemos que ao longo de sua carreira, sempre preocupou-se com os temas sociais, além de ser um profissional respeitado pelos seus pares e unanimidade entre a população", observa Camarim.

    Os interessados em apoiar a obrigatoriedade do exame para os recém-formados em Medicina devem assinar a petição no seguinte endereço eletrônico: www.exameobrigatorio.com.br

    Foto: Divulgação Cremesp


    Veja os comentários desta matéria


    Essa medida está se tornando urgente.
    Aluisio Pinto da Silva
    De acordo! O Exame não atrapalhará em nada o exercício da Medicina.
    Álvaro Guedes
    Faz-se imprescindivel tal medida frente à indiscriminada abertura de novas escolas médicas. Todo empenho deverá ser colocado pela categoria visando resguardar a boa prática médica e a boa prestação de serviço à sociedade.
    Jose Eduardo Pereira

    Deixe o seu comentário

        Dê sua opinião sobre a matéria acima em até mil caracteres. Não serão publicados  textos ofensivos a pessoas ou instituições, que configurem crime, apresentem conteúdo obsceno, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou sugiram links, entre outros.  Os textos serão submetidos à aprovação antes da publicação, respeitando-se a jornada de trabalho da comissão de avaliação (horário de funcionamento do Cremesp, de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas). O Cremesp reserva-se o direito de editar os comentários para correção ortográfica.  Os  usuários deste site estão sujeitos à política de uso do Portal do Cremesp e se comprometem a respeitar o seu Código de Conduta On-line.

    De acordo.


    Este conteúdo teve 4141 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    Delegacia da Vila Mariana:
    Rua Domingos de Moraes, 2187 - cj. 223 - Edifício Xangai
    Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP 04035-000

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2018 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 274 usuários on-line - 4141
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior