Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 11-08-2020
    Homenagem
    Cremesp celebra 25 anos de Acupuntura Médica no Brasil
  • 10-08-2020
    Covid-19
    Cremesp solicita a parlamentares que derrubem veto ao PL que prevê indenização para médicos
  • 10-08-2020
    Nova publicação
    Cremesp lança e-book sobre covid-19, com opção gratuita para download
  • 08-08-2020
    Palestra online
    Cremesp promove homenagem aos 25 anos de Acupuntura Médica no Brasil
  • Notícias


    13-07-2020

    Cremesp alerta

    Médicos devem ter cautela ao divulgar tratamentos ainda não consagrados em redes sociais e outros meios de comunicação de massa

    O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo esclarece que, embora ainda não tenha sido descoberto nenhum medicamento ou tratamento cientificamente comprovado para a cura da covid-19, existem estudos em andamento, com medicações já aprovadas para outros usos, que podem ser usadas fora de indicação da bula  (off label), a critério do médico. Trata-se da autonomia médica.
     
    Cabe lembrar também que os estudos clínicos com qualquer medicação devem contar com protocolos bem desenhados em que sejam descritos resultados bem definidos. Os pacientes envolvidos nestas pesquisas devem ser monitorados cuidadosamente e devem estar cientes e de acordo com os riscos envolvidos. As pesquisas também devem ter aprovação de comissão de ética em pesquisa.
     
    Já no caso da prescrição de forma off label de medicações já aprovadas, ou seja, para fins outros que não os que constam em bula, os riscos e benefícios devem ser bem discutidos com o paciente, que deve consentir com a prescrição.
     
    O médico deve ter cautela ao divulgar o tratamento com qualquer medicamento sem evidências robustas. A divulgação de medicamentos, por meio de canais públicos, como redes sociais e imprensa, por exemplo, não pode ter cunho sensacionalista e de promessa de resultado. Ainda, esse tipo de publicação pode induzir à automedicação e desencorajar a população a manter e buscar medidas protetivas. Publicações feitas de maneira sensacionalista, prometendo resultados como a cura ou prevenção contra o novo coronavírus colocam ainda mais em risco a vida da população.  
     
    Para a médica Irene Abramovich, presidente do Cremesp, neste momento, a informação transmitida nas redes sociais à população pode ter efeitos importantes, tanto benéficos quando adversos. Por um lado, a boa informação pode ajudar as medidas preventivas e o controle da disseminação da doença. Por outro lado, informações sensacionalistas podem causar pânico, com consequências graves, como o desabastecimento de medicações nas farmácias e a piora do quadro de saúde de pessoas que precisam dessas medicações e não conseguirão.
     
    Diante disso, o Conselho reforça a importância do médico não só à frente da doença, no combate diário nas unidades de saúde, como também e principalmente como agente da boa informação.


    Este conteúdo teve 5056 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 7h às 21h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 166 usuários on-line - 5056
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior