Pareceres


Nova Pesquisa | Voltar
Enviar por e-mail | Imprimir apenas a ficha | Imprimir o parecer com a ficha

PARECER Órgão: Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo
Número: 33234 Data Emissão: 05-09-2017
Ementa: A dispensação, a consulta, a indicação e prescrição da petidina deverão ser efetuadas pelo médico assistente ao paciente, observando os cuidados necessários, a fim de evitar a dependência e efeitos adversos do farmáco ao paciente.

Imprimir apenas a ficha


Imprimir o parecer com a ficha

Consulta nº 33.324/17

 

Assunto: Sobre o critério de uso do medicamento petidina injetável.


Relatores: Conselheiro Desiré Carlos Callegari e Conselheiro Luiz Flávio Florenzano.


Ementa: A dispensação, a consulta, a indicação e prescrição da petidina deverão ser efetuadas pelo médico assistente ao paciente, observando os cuidados necessários, a fim de evitar a dependência e efeitos adversos do farmáco ao paciente.

 

O consulente, Dr. J.Z., Secretário Municipal de Saúde de cidade do interior de São Paulo, solicita parecer do CREMESP sobre o critério do uso do medicamento petidina injetável, elaborado pela prefeitura local, onde informa que a medicação só será administrada na UBS à critério do médico responsável pelo plantão, após pré-consulta e prescrição da UBS.

 

PARECER

 

Considerando que a petidina, bem como outras drogas têm potencial para produzir dependência química, podendo ocorrer tolerância, dependência mental, dependência física, síndrome da retirada e abuso, deve ser usada com cuidado em pacientes com histórico de alcoolismo crônico e dependência por outras drogas. 

Não encontramos especificamente quais procedimentos são adotados para sua dispensação e controle, portanto, a Câmara Técnica de Anestesiologia deste Conselho concorda com o critério estabelecido pela referida prefeitura, que prevê na sua dispensação, a consulta, a indicação e prescrição pelo médico assistente, responsável pelo plantão, e, com isso, tendo os cuidados necessários para evitar a dependência ou efeitos adversos do fármaco. 

Vale lembrar, ainda, que do acima exposto, fica a sugestão para a padronização de outros analgésicos também potentes e presentes na rotina diária de dispensação em ambientes de cuidados de saúde, sem os riscos inerentes à utilização continuada evitando, com isso, a dependência química frequentemente desencadeada pelo Cloridrato de Petidina.


Este é o nosso parecer, s.m.j.


Conselheiro Desiré Carlos Callegari


APROVADO NA REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE ANESTESIOLOGIA, REALIZADA EM 10.07.2017.
APROVADO NA REUNIÃO DA CÂMARA DE CONSULTAS, REALIZADA EM 01.09.2017.
HOMOLOGADO NA 4.796ª REUNIÃO PLENÁRIA, REALIZADA EM 05.09.2017.

Imprimir o parecer com a ficha

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede - Frei Caneca: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - 01307-002

Subsede - Vila Mariana: Rua Domingos de Moraes, 1810
Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

Sede - Consolação: Rua da Consolação, 753
(Sem atendimento ao público)
Centro - São Paulo/SP - 01301-910

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 5908-5600 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2017 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 267 usuários on-line - 117
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior